Frio está afastando os doadores de sangue

Estoque está um pouco abaixo do ideal, mas ainda está em um nível controlável

Com a chegada do inverno o número de doações de sangue começa a diminuir. Segundo o coordenador do setor de captação de Doadores do Hemocentro Regional de Joaçaba (Hemosc), Rodrigo Azevedo, essa diminuição está relacionada a diversos fatores. “No inverno as doações diminuem sim, e a gente acredita que se deve ao fato de aumentarem as gripes e resfriados e também outros tipos de doenças, e é claro ao fato das pessoas se sentirem mais atraídas a ficarem em casa”.

Porém, Azevedo afirma que até a metade do mês de maio, o estoque está um pouco abaixo do ideal, mas ainda está em um nível controlável para atender a demanda da região. “Durante o ano todo é importante doar sangue. Todas as tipagens são muito bem vindas, mas os tipos negativos e o tipo AB são a nossa maior dificuldade no momento, então contamos com a contribuição de todos na doação de sangue sempre que possível”.

A região de abrangência é de quase 500 mil habitantes, sendo 25 hospitais e clínicas conveniados. Por mês são feitas cerca de 650 coletas, sendo que com esse número estão as bolsas da Unidade de Coleta de Canoinhas. Santa Catarina é o Estado com um dos maiores índices de doações espontâneas no Brasil, com 86% do total de sangue doado na instituição. O Hemosc também apresenta dados estatísticos de relevância em relação aos doadores de repetição, que são aqueles que doam mais de uma vez num período de 12 meses, apresentando um percentual de 47%, o que reflete diretamente na qualidade do sangue transfundido.

De acordo com o Hemosc, para doar sangue é preciso estar com a saúde em dia e ter entre 18 e 69 anos. Pessoas com 16 e 17 anos também podem doar, desde que estejam acompanhadas de um responsável legal. No caso da primeira doação, o limite de idade cai para 60 anos. “O doador também precisa pesar acima de 50 quilos e estar bem alimentado, mas evitar ingerir alimentos gordurosos nas horas anteriores à doação. A pessoa também não pode ter consumido bebida alcoólica em um período de 12 horas antes de doar sangue”.

Segundo informações do Hemosc de Joaçaba, Videira conta com 1.360 doadores cadastrados. “No ano passado foram 182 videirenses que doaram, sendo que foram realizadas 3 coletas no município. O estoque do Hemocentro Regional está de uma maneira que é possível atender a demanda da região”, destaca Azevedo.

Por que doar sangue?

O sangue é um tecido vivo que circula pelo corpo, essencial à vida. Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas que exigem transfusão, assim como os portadores de hemofilia, leucemia e anemias.

Além disso, doar sangue é um ato simples, tranquilo e seguro que não provoca risco ou prejuízo à saúde. Se cada pessoa saudável doasse sangue espontaneamente pelo menos duas vezes ao ano, os hemocentros teriam hemocomponentes suficiente para atender toda população. O sangue não tem substituto. Por isso, a doação espontânea e periódica é fundamental. Uma única doação de sangue pode salvar várias vidas.

Requisitos básicos para doar sangue:

– Estar em boas condições de saúde;

– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, veja abaixo os documentos necessários e formulário de autorização);

– Pesar no mínimo 50kg;

– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);

– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

– Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

%d blogueiros gostam disto: