Tragédia em Morretes: Motorista foi autuado por homicídio com dolo eventual, pois sabia do problema no freio

O motorista do caminhão com placas de Concórdia que ocasionou uma tragédia na BR-277 em Morretes, Litoral do Paraná, foi autuado por homicídio com dolo eventual, pois sabia do problema no sistema de freios do caminhão. A informação foi confirmada pela Polícia Civil de Morretes, que está trabalhando no caso. De acordo com informações da polícia, ele foi autuado por homicídio na condução de veículo automotor, com dolo eventual.
Muitas pessoas devem ter se perguntado, mas se foi um acidente, porque o motorista foi preso? A resposta veio na manhã desta segunda-feira, quando a polícia confirmou que em oitiva do condutor, ele teria afirmado que “o caminhão apresentava problemas no sistema de freios há dois dias”. Isso significa, que o condutor tinha conhecimento do problema, mas ainda assim assumiu o risco de descer a serra com um carregamento de álcool combustível.
A empresa responsável pelo caminhão, a Concórdia Logística S.A, emitiu uma nota sobre o caso. No entanto, não se pronunciou sobre o problema do veículo e nem sobre a situação do condutor.

Veja a nota da empresa Conlog:

“A Concórdia Logística S.A. lamenta profundamente o acidente ocorrido em Morretes (PR), no último domingo e informa que tem apoiado às vítimas e familiares envolvidos. A companhia auxilia os órgãos competentes na investigação do caso”.

%d blogueiros gostam disto: