fbpx

Padre Deolino celebra 40 anos de sacerdócio no dia 10

No próximo dia 10 de julho, a Comunidade de Vista Alegre, fará uma celebração solene em comemoração aos 40 anos de sacerdócio do Pe. Deolino Pedro Baldissera, atual pároco da Igreja Matriz de Videira.

Natural de Vista Alegre, Deolino Pedro Baldissera é filho de Jacinto Baldissera e Apolônia Razera Baldissera, nascido em 18 de abril de 1947.

Com 13 anos de idade, iniciou sua caminhada vocacional, ingressando no seminário Preparatório em Videira, um ano depois foi para o seminário Jordaniano em Jundiaí- SP onde fez o ginásio e colegial

ordenacao-padre
Foto: Ordenação / Acervo Pessoal

Em 1972 fez sua experiência do Noviciado em São Paulo. Sua primeira profissão Religiosa na Sociedade do Divino Salvador no dia 25 de fevereiro de 1973.   No mesmo ano iniciou o curso de teologia no ITESP. Fez profissão definitiva em 15/02/1976. Foi ordenado diácono 25/04/1976, em Moema SP. Foi ordenado presbítero no dia 10 de julho de 1976, pela imposição das mãos do bispo. D. Henrique Muller, bispo de Joaçaba SC, na Igreja Imaculada Conceição de Videira e celebrou sua primeira missa na capela São José de Vista Alegre no dia 11 de julho de 1976.

Padre Deolino relembra sua trajetória, os desafios que enfrentou e os anos que viveu em Roma – Itália.

“Após minha ordenação, ajudei nas paróquias de São Paulo e na parte administrativa, por alguns anos eu trabalhei como reitor do Seminário em São Paulo e após isso fui completar meus estudos em Roma, onde estudei por 4 anos Psicologia. Após a minha formação, voltei para São Paulo e continuei trabalhando com os seminaristas, mas agora atuando na área de psicologia, fazendo terapia não só para os seminaristas mas auxiliando pessoas da comunidade também, realizei esse trabalho por muitos anos. Depois disso fui escolhido para ser o provincial, responsável pelos padres no país e realizei esse trabalho por 6 anos. Depois desse tempo eu voltei a trabalhar na paróquia de Moema, onde fui pároco e de lá eu voltei para Videira onde já fazem 2 anos e meio que sou pároco. Eu auxilio muito na parte de assessoria da congregação religiosa na área de Psicologia, realizando palestras e cursos sobre formação e conhecimento humano.Trabalho não faltou nesses últimos 40 anos de sacerdócio, e com certeza não faltará para os próximos 40” brinca o pároco.

Diferente de alguns casos de vocação sacerdotal, Padre Deolino teve um incentivo bem particular, o futebol foi o pontapé inicial para sua partida na vida de fé.

“Eu sempre costumo dizer brincando que Deus me chamou para minha vocação pelos pés! Eu gostava muito de jogar futebol e eu tive um irmão que esteve no seminário antes de mim. Nas férias ele me falava que eles jogavam bola, que tinha um campinho e como eu era “meio doente” por jogar bola eu ficava fascinado com a idéia, queria ir pro seminário pra poder jogar bola. Além disso, tinha outros dois motivos, o primeiro que eu gostava de ouvir os sermões que o padre fazia e eu me imagina um dia fazendo o sermão na missa. Outra coisa que eu achava bonita as vestimentas dos padres, a batina e as roupas usadas nas celebrações. Após a minha entrada no seminário eu descobri outros motivos mais importantes, do que jogar bola por exemplo, que me motivaram a continuar. Mas com certeza joguei muita bola nos momentos que tínhamos de lazer” destaca.

Após mais de 50 anos morando em outras cidades, Padre Deolino recebu o convite para retornar a Videira, sua terra natal. Ele comenta que no começo se sentiu um “estranho em sua própria casa” e teve que se readapta.

“Eu sai daqui como seminaristas e após 53 anos eu retornei a morar em Videira, agora como pároco. No começo eu me senti estrangeiro na minha própria casa, pois não estava mais habituado com o jeito e os costumes. Levei uns 6 meses para me readaptar com os costumes. Aqui é bem diferente de São Paulo, lá é outra realidade, nem melhor nem pior, mas diferente. Aqui o povo ainda tem as tradições religiosas que vem de família, os costumes próprios, o modo de fazer festas, de participar das celebrações, é bem diferente de São Paulo e eu tive que me adaptar. O segundo desafio que encontrei quando voltei foi motivar os trabalhos e dar continuidade ao que já tinha sido feito. No meu ver nós fizemos um grande trabalho que foi intenso com as comunidades, que foi o Plano de Pastoral da Paróquia. Para elaboração desse plano envolvemos as 36 comunidades e traçamos então o que seria o planejamento da paróquia. E o desafio continua, sendo que o maior e permanente é manter toda essa estrutura, sendo que temos pavilhão, igreja grande, escritório paroquial funcionando direto e nossa renda é apenas a colaboração que recebemos do dizimo e as coletas, não temos outras fontes de renda. È uma luta, para manter nós temos que fazer as promoções para arrecadar fundos necessários para manter a estrutura, o trabalho é continuo. Graças a Deus nós temos um povo muito bom que participa e ajuda em Videira” afirma.

“Dou Graças ao Senhor porque Ele é bom, porque seu Amor é para sempre”

“Essa foi a frase que eu escolhi como sendo inspiradora, porque é o que eu sinto, aquilo que eu experimentei na minha vida sacerdotal nesses 40 anos. Eu sei que por mim somente eu não seria capaz, mas a graça de Deus me fortalece, me ajuda, me inspira e assim eu posso realizar minha missão, sem ela eu seria manco” ressalta.

Os cartões para o almoço festivo podem ser adquiridos no Escritório Paroquial no valor de R$ 30,00 adulto e R$ 15,00 crianças de 7 à 12 anos. No almoço será servido porco à paraguaia, galeto, churrasco, complementos e vinho em pipa.

Formação:

Licenciatura filosofia Universidade Mogi das Cruzes (1975)

Licenciatura em Pedagogia PUC Campinas (1971)

Bacharel em Teologia ITESP (1973-1976)

Licenciatura e mestrado Roma (2004-20080

Doutorado em Ciências da Religião na PUC SP 2009

PUBLICAÇÕES:

De quem sou eu? Para quem sou..  Edições Paulinas 1999 – 3ª. Edição 2003

Traduzido para o Espanhol; Quién Soy Yo? Paulinas, 2001

Sou o que faço de minha história, Edições Paulinas, 2ª. Edição 2004

Acompanhamento personalizado – guia para formadores, 2ª. Edição, 2004

Serviço de Escuta, Edições Paulinas, 2006

Identidade vocacional, lulu.com 2010

Padre Jordan, um inspirador, Lulu.com 2010

Navegando em Reflexões sobre a Vida, Cultor dos Livros, 2011

Palavras chave e representações psíquicas de Deus. Lulu.com 2013

Conhecer-se um Desafio, Paulinas, 2015

Memorias em tempo de mudanças Clube dos autores 2016 (em parceria com irmãos)

CARTAZ-PE-DEOLINO-2016 (1)

 

%d blogueiros gostam disto: