BRF é a empresa de alimentos mais inovadora do Brasil

A BRF foi eleita a empresa de alimentos mais inovadora do Brasil, segundo levantamento realizado pela Strategy&, consultoria de estratégia do grupo PwC. Cerca de 200 profissionais compõem a estrutura de inovação, pesquisa e desenvolvimento da empresa, que mantém centros de inovação no Brasil, Argentina, Holanda, Cingapura e Emirados Árabes Unidos. O reconhecimento considera os avanços obtidos ao longo de 2015.

No total, 100 empresas figuram o ranking das mais inovadoras do país. Elas se dividem em 17 setores da economia, entre eles, alimentos, bens de consumo, energia, telecomunicações, agronegócio, veículos e peças, comércio e serviços financeiros. De acordo com o levantamento, 63% das empresas listadas no ranking consideram a inovação como uma das três prioridades do negócio, enquanto 28% consideram o tema como a “principal estratégia” da operação.

Em 2015, a BRF investiu mais de R$ 225 milhões em inovação, pesquisa e desenvolvimento. No período, foram realizados 350 movimentos no portfólio de produtos, entre inovação e renovação de linhas. No Brasil, as principais marcas comercializadas pela empresa são Sadia, Perdigão e Qualy. Embora atuem no mesmo segmento, todas possuem posicionamentos distintos, o que facilita o processo de inovação dos portfólios.

Isso ficou ainda mais claro em 2016, quando Sadia intensificou os investimentos em produtos saudáveis e práticos, anunciando uma parceria com o chefe britânico Jamie Oliver, enquanto Perdigão apostou na fortificação de proteínas de acesso e em embalagens tamanho família. Qualy, por sua vez, líder no segmento de margarina há mais de dez anos, adaptou o seu portfólio com melhorias no seu principal produto para atender a nova dinâmica da família brasileira.

Sobre a BRF

A BRF, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, possui mais de 115 mil funcionários, 35 unidades industriais no Brasil e 16 fábricas no exterior (nove na Argentina, uma no Reino Unido, uma na Holanda, quatro na Tailândia e uma nos Emirados Árabes Unidos). Também opera 40 centros de distribuição e, atualmente, exporta para mais de 120 países.

Fonte: Avicultura Industrial

%d blogueiros gostam disto: