fbpx

Sistema para barrar granizo falhou em Fraiburgo

Fraiburgo, no Oeste catarinense, que decretou situação de emergência por conta dos temporais e granizo nos dias 18 e 19 de outubro, poderia ter amenizado os estragos caso um sistema instalado na cidade, para barrar granizo, estivesse funcionando adequadamente.

Há 30 anos, um sistema artificial de modificação do tempo, com um radar e vários geradores, em parceria público e privada, cobre o município para auxiliar a reduzir os danos na agricultura. Ao serem acionados, os geradores lançam uma substância capaz de dissolver o granizo.

Entretanto, na última semana, parte dos geradores estavam desligados. Conforme o meteorologista João Rolim, o sistema tem 150 geradores. Em atuação na época, apenas 100. Segundo a empresa que opera o sistema, o desligamento ocorreu por falta de repasse do governo do estado.

“O recurso já tinha sido liberado, mas não chegou até nós, então eles não estavam funcionado. O segundo motivo é que algumas empresas, depois da crise de 2008, elas pararam de pagar o sistema, tiraram os geradores”, conta Rolim.

Nos pontos em que os geradores estavam funcionando, como nas áreas dos pomares de maçã das indústrias, a proteção foi maior. Houve perdas, mas sem perder a safra.

Segundo governo do estado, foram liberados R$50 mil para a manutenção de oito geradores sob sua responsabilidade nas regiões de Videira e Fraiburgo. Para efetivar o repasse destes valores, os municípios terão de enviar propostas para gerar convênios.

Fonte: Diário Rio do Peixe

%d blogueiros gostam disto: