Aprendendo a ser bom, não só em campo

O Moleque Bom de Bola é um projeto escolar de futebol que promove o a cultura de paz e a educação no tempo livre de milhares de crianças e jovens no Sul do Brasil.

Em cada estado ou cidade, o projeto é realizado de acordo com as definições estabelecidas juntos às secretarias de educação, esporte e cultura e demais parceiros.

Na etapa regional Centro-Oeste do Moleque Bom de Bola, que terminou no último dia 6, o campeão foi a Escola Municipal Waldemar Kleinumbing. Na disputa pelo título, os estudantes de Videira venceram por 3 a 0 a Escola Estadual Professor São Batista de La Salle, de Concórdia.

As palavras que garantiram esse sucesso dos alunos videirenses em sua trajetória até aqui foram disciplina e respeito. De acordo com a professora de Educação Física que acompanha a equipe, Débora Turmina, a disciplina dos alunos foi motivo de elogios por parte dos patrocinadores e organizadores do evento.

“Um fator de destaque que foi muito comentado e elogiado pelos organizadores, arbitragem e patrocinadores foi a disciplina dos meninos dentro e fora do campo. Eles sempre souberam respeitar o adversário e conseguimos a vitória, sendo que a final disputamos contra a equipe de Concórdia que também é forte. Eles também se classificaram para a fase estadual, então nós e Concórdia vamos representando o masculino da nossa regional” ressalta.

De acordo com professora Débora, a seleção e preparação dos atletas começa muito antes da competição.

“Nós fazemos uma observação nas aulas de Educação Física dos meninos que se destacam, depois nós fazemos uma seletiva, convidando aproximadamente 30 alunos, onde são feitos treinos básicos para ver quem se destaca. Desses 30 meninos nós separamos 18, que são os que realmente vão para a competição. Para esses alunos que são selecionados, nós oferecemos treinos em parceria com a escola Coxa aqui de Videira. Nós já temos essa parceria com o professor Betinho desde do Jesc, onde nós também participamos do estadual e sabemos que a experiência dele é farta na área de futebol e futsal. A prefeitura também cedeu o Estádio Municipal para que pudéssemos fazer os treinos com eles e se preparar para as etapas” explica.

Atletas de até 14 anos podem participar do Moleque Bom de Bola. A final da competição acontece dos dias 24 a 27 na cidade de São Ludgero. Professora Débora explica que para chegar à fase final os alunos tiveram que vencer outras etapas.

“Como somos uma cidade grande temos a fase municipal, todas as escolas do município participam e a escola que ficar campeã representa o município na etapa microrregional. A final foi contra a escola Paulo Penso, onde ficamos campeões. A etapa microrregional engloba as cidades da região como Arroio Trinta, Tangará, Salto Veloso, Iomerê. Fizemos a final com Salto Veloso, uma equipe difícil, mas conseguimos vencer também. No regional que aconteceu dos dias 03 a 06 de novembro participamos da Regional em Ipirá e fomos a única equipe que não perdeu nenhuma partida, empatamos algumas, mas não perdemos nenhuma” diz.

A Escola Municipal Waldemar Kleinumbing vem se destacando na competição a cada ano, conseguindo evoluir e se destacar principalmente no respeito e disciplina dos atletas, conforme comenta professora Débora.

“Em outros anos a escola já se destacou na competição principalmente pelo incentivo que os alunos recebem da escola para prática de esportes. O ano passado já foi um ano de destaque, onde os meninos conseguiram pela primeira vez a vaga para ir para o Estadual. Passaram em segundo, que já foi uma ótima colocação. Esse ano viemos melhorando, passando dessa vez em primeiro lugar. Nós esperamos que essa progressão seja também nos anos futuros. Nós já estamos nos preparando para o ano que vem para continuar nessa tendência da escola que é evoluir” explica.

Para o atleta Leonardo Bortolini, capitão do time, a confiança nos membros da equipe foi um fator decisivo para chegar até a final.

“Tivemos uma fase de adaptação, onde cada um conheceu o que o outro podia fazer e passamos a nos confiar mais. Agora somos um time unido e confiante. Nossa expectativa é conseguir ficar entre os melhores e representar bem a nossa região” salienta.

Segundo professora Débora os patrocinadores ficaram interessados em Leonardo, pela habilidade no esporte e pela disciplina. A Parati tem uma parceria com a equipe do Guarani e pretende conversar com a família do atleta.

Também nessa semana alguns representantes da Parati irão fazer uma visita na escola para conhecer como é desenvolvido o projeto na instituição.

A diretora da Escola Municipal Waldemar Kleinumbing, Arlete Sonego, os alunos são treinados não somente para serem bons em campo, mas também para serem bons na vida.

“O projeto Moleque Bom de Bola é um trabalho conjunto de alunos, professores e família. Toda a equipe escolar está sempre empenhada, vai atrás, incentiva e cobra muito deles para que sejam bons não só em campo, mas também na vida. O esporte auxilia os alunos a terem mais disciplina não só em campo, mas também fora dele. Eles aprendem regras, o convívio com o grande grupo, o respeito de limites e isso é desenvolvido como cidadão” finaliza.

%d blogueiros gostam disto: