Bombeiros iniciam novas buscas com apoio de batalhões

O menino Cristian Alonso Belusso desapareceu na sexta-feira, dia 05, por volta das 8h e desde aquele dia a família não teve mais contato. As buscas pela criança iniciaram há uma semana, no dia 08, com bombeiros especializados em mergulhos realizando buscas no conhecido “Poço da Corda” e embaixo da “Ponte do Cascudo”, na SC-135.

Os bombeiros trabalharam intensamente nos últimos dias, e, amanhã, retomam as buscas nas proximidades da casa. De acordo com o Sargento Paulo César Gaiovis, os trabalhos foram realizados a um raio de 560 metros da residência. A partir de amanhã, 16, as buscas ganham apoio dos batalhões vizinhos. Bombeiros de Fraiburgo, Videira, Curitibanos, Campos Novos, além de soldados fora de turno, estarão se mobilizando para que as buscas possam ganhar agilidade.

Gaiovis nos falou que, se nenhuma pista for encontrada, há a possibilidade do menino estar vivo, além de que o Corpo de Bombeiros ficará no aguardo de novas informações da Polícia Civil. A busca em 1500 metros é adotada pelo histórico de buscas do COBOM.

O sargento pede a colaboração da comunidade para que todos os proprietários de terrenos estejam vistoriando o local de suas residências.

Entenda o caso

Desapareceu na manhã desta sexta-feira, 05, às 8h, um menino de 10 anos, chamado Cristian Alonso Belusso. O pai, Reginaldo Alves Belusso, 31 anos, e a mãe, Maristela Alonso, 23, estão preocupados, pois não tiveram mais nenhuma notícia sobre o paradeiro de Cristian. A família reside no bairro Campo Experimental, na rua Darci Flores. Cristian possui mais três irmãos.

De acordo com as informações do pai, Reginaldo, Cristian tinha o costume de sair de casa para brincar. Na sexta-feira o menino não teve aula, ele estuda no Caic, então saiu de casa cedo para brincar no parque do bairro com os amigos. Até aí tudo bem. Mas, depois que retornou do trabalho, à noite, Reginaldo não viu seu filho. Neste momento ele percebeu que Cristian teria desaparecido.

Imediatamente foi feito contato com a Polícia Militar de Videira, assim como o Conselho Tutelar para que pudesse se iniciar a investigação e a possível localização da criança.

A família já percorreu bairros como Cidade Alta, De Carli, Centro, mas até agora não soube nada sobre o paradeiro de Cristian Alonso. Os parentes estão todos empenhados em ajudar à encontrar o menino de 10 anos. Até a divulgação desta notícia ninguém tinha informações concretas sobre o paradeiro.

Fonte: Rádio Vitória

%d blogueiros gostam disto: