fbpx
Ultimas Notícias

Curso de Psicologia promove debate sobre drogas e dependência química

O curso de Psicologia da Unoesc Videira promoveu no dia 1º de ​j​unho​,​ o 3ª Ciclo de Debates​, com a temática "Drogas, dependência química e tratamento"​, abordados dentro de uma perspectiva interdisciplinar. O encontro contou com​ ​a presença de ​a​cadêmicos, professores, profissionais da área da Psicologia, ​da ​segurança pública e comunidade.

O médico Cláudio Alessandro Malmann Gomes introduziu o conteúdo, descrevendo os diferentes tipos de drogas, seus efeitos fisiológicos e psíquicos. Ele conceituou tolerância, abstinência e fissura; ​discorreu sobre as drogas contemporâneas, particularmente o “ice” que, conforme pontuou a acadêmica Natália Bettú Rech, também debatedora, ​se usado regularmente, limita a sobrevida do usuário ​em apenas dois anos.

Natália citou que o “ice” acelera e promove a morte de tecidos e que, por isso mesmo, é chamada de droga “crocodilo”, tendo a Rússia como precur​s​ora. Cláudio, por sua vez, informou que o Brasil é responsável por cerca de 9% da maconha consumida anualmente no mundo e que a mesma aumenta em quatro vezes o risco de esquizofrenia em usuários adolescentes.

Já o tenente Ricardo Silva e Souza, comandante da companhia da ​P​olí​​​cia ​M​ilitar de Videira​,​ incrementou o debate​,​ apresentando dados sobre a realidade local em termos de consumo de drogas. Destacou a relação entre o álcool e a direção, responsável por diversos acidentes, com ou sem dependência. A diminuição de desempenho em termos de funções psíquicas e a ênfase que a Polícia Militar tem dado à prevenção primária foram mencionadas. Ressaltou o ​P​rograma ​P​ela ​Erradicação do ​U​so de ​D​rogas​ (PROE​R​D​), que iniciou em Santa Catarina​,​ no ano de 1998​,​ como grande parceiro na luta contra as drogas.

O acadêmico do curso de Psicologia da Unoesc Videira, Mateus Rodrigues de Oliveira, contribuiu com uma leitura sobre como se constrói a dependência química, a partir da matriz de pensamento ​c​omportamental​, demonstr​ando a importância de ser dissociada a relação entre estímulos. Afinal, o que se busca com a droga pode ser encontrado de outra forma​.​

O debate também contou com a presença do administrador e coach em dependência química Rossano Zanchi. Ele apontou como iniciou os trabalhos da Clínica Reviver, referência no tratamento a dependentes químicos e familiares na região. Com propriedade, descreveu os mecanismos de defesa que perpassam pelo ciclo da dependência química, em especial a negação, a racionalização e a projeção. Desconstruiu mitos a respeito da drogadicção e incentivou que a sociedade abra mão de preconceitos e, efetivamente, aborde o dependente químico como alguém que demanda tratamento.

A assistente social e presidente do Conselho Municipal Antidrogas (COMAD), Jociane Oliveira Dutra, caracterizou a função e as ações desenvolvidas pelo referido Conselho, antecipando em primeira mão o projeto que vem ao encontro do Proerd, da Polícia Militar, a ser desenvolvido com alunos das séries finais do ensino fundamental.

É preciso criar novos eventos que propiciem a devida atenção da ​universidade e da ​comunidade em que est​ão inseridas essa e outras temática​s também relevantes ​— enfatizou a professora Fabiana Picolli D’Agostini, mediadora do debate.

Ela encerrou o evento agradecendo a presença do público, de aproximadamente 150 pessoas, entre acadêmicos, vindos especialmente dos cursos de Psicologia, Direito, Pedagogia e Engenharia; profissionais de diversas classes (psicólogos, pedagogos, assistentes sociais), professores da Unoesc e a comunidade geral.

Já a coordenadora do curso de Psicologia​,​ Taisa Trombetta Demarco, em nome da Unoesc e ​do c​urso de Psicologia, agradeceu aos painelistas Ricardo Silva de Souza, Rossana Zanchi, Jociane Oliveira Dutra, Claudio Alessandro Malmann Gomes, Mateus Rodrigues de Oliveira e Natalia Bettú Rech. A​​​ ​mediador​a​ Fabiana Picolli D’Agostini aos apoiadores Gustavo Dalpizzol e Miriam Cestari Niebuhr,  demais setores de apoio da Unoesc e aos alunos pela colaboração no evento.

O resultado positivo e o desafio concluído não teriam sido atingidos sem essa importante participação — finalizou  Taisa.

%d blogueiros gostam disto: