Vale tudo

Para se segurar no cargo, no qual permanece pendurado, Michel Temer passou a atuar politicamente no atacado. Esta semana, ele recebeu 16 governadores e quatro vices. De cara, deixou claro que o BNDES, uma espécie de Minas do Rei Salomão da política tupiniquim, encontra-se sob nova direção.

Sem muitas delongas, o chefe do Executivo acenou para refinanciamento das dívidas estaduais junto ao banco de fomento. A conta está estimada em R$ 50 bilhões. Temer também sinalizou para novos financiamentos, o que é uma bomba de risco e efeito retardados. O presidente foi a campo. Atua junto aos governadores numa demonstração de força política e também para que eles utilizem as influências que têm sobre as bancadas federais dos respectivos estados. A pauta é única: o Planalto precisa de 172 votos para evitar que a aguardada denúncia de Rodrigo Janot envolvendo Michel Temer não prospete no STF.

Data

Até porque, o peemedebista certamente vai ser denunciado. A questão é saber quando. Até lá, Temer e seus generais trabalham incansavelmente para assegurar uma margem segura de votos na Câmara, tirando mais essa bomba do colo presidencial. Ao fim e ao cabo, um presidente constrangido e sem condições de permanecer no cargo, vale-se do mesmo, sem limites, para constranger o Congresso e o próprio Judiciário, aprofundando a crise.

Discurso

Temer escancarou que está disposto a usar o BNDES para fins politiqueiros. Se fizer isso, a partir de novos financiamentos para os estados perdulários, as contas públicas tendem a ir para o vinagre de vez. O Brasil entrou em 2017 com um déficit de R$ 139 bilhões. O mercado está em alerta total.

Emergencial

Michel Temer também recebeu a bancada federal de Santa Catarina, coordenada pelo deputado João Paulo Kleinübing. À mesa, a necessidade de liberação emergencial de R$ 40 milhões para os municípios atingidos pelas recentes cheias.

Presença

Rio do Sul foi um dos municípios mais atingidos pela chuvarada deste outono. O prefeito José Thomé esteve presente na conversa de deputados e senadores com o presidente. Temer teria se comprometido a assinar uma medida provisória ainda ontem para acelerar a liberação dos recursos a Santa Catarina. Raimundo Colombo reforçou o pleito dos parlamentares e prefeitos quando esteve com Temer.

Elas

O PSB acaba de criar o segmento mulher em Santa Catarina. A secretária estadual é Elizete Alves. O ato do posse, concorrido e movimentado, contou com a presença de Dora Pires, secretária nacional do segmento feminino pessebista.

Bastão

Deputado federal Décio Lima assumiu ontem a presidência estadual do PT. Sucede Cláudio Vignatti, que articula nova candidatura a deputado federal pela região de Chapecó, onde o PT já tem um assento na Câmara com Pedro Uczai. Por ora, parece que não haverá entendimento entre os dois. Décio já disputou nove eleições, foi vereador e prefeito de Blumenau duas vezes.

Energia

A dramática situação dos agricultores rurais, quando o assunto é energia elétrica, será tema de amplo debate durante seminário promovido pelo deputado Natalino Lázare, presidente da Comissão de Agricultura da Alesc. Será no dia 29 de junho. A rede é antiga, monofásica e não atende à demanda, principalmente a partir da modernização de equipamentos.

Êxodo rural

Pela estrutura atual, também é complicado manter os jovens no campo, pois celulares e computadores, por exemplo, ou não funcionam ou funcionam de forma precária. Internet, então, é artigo de luxo.

%d blogueiros gostam disto: