Iomerê recebeu mais de duas mil pessoas para a Mostra Regional do Conhecimento

O município de Iomerê sediou na última sexta-feira (11), a 9ª Mostra Regional do Conhecimento. A iniciativa foi da 9ª ADR, através da Gerência Regional de Educação e da Prefeitura Municipal de Iomerê por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esportes e Turismo e atraiu um dos maiores públicos de todas as edições. O evento atraiu cerca de duas mil pessoas para visitação e buscou incentivar, divulgar e socializar experiências, pesquisas e atividades nas áreas de matemática, educação preventiva, educação ambiental, ciências e tecnologia e criatividade pedagógica. Também serviu para dar visibilidade ao que de melhor tem sido feito nas escolas públicas da região oportunizando que alunos e professores ampliem seu conhecimento através de experiências curriculares e extracurriculares.

No total, foram expostos 70 trabalhos de 26 escolas públicas dos municípios de Videira, Pinheiro Preto, Tangará, Fraiburgo, Arroio Trinta, Salto Veloso e Iomerê. “Foi uma honra recebermos esse evento regional. Durante todo o dia além de partilharmos conhecimento também incentivamos o espírito de equipe e a troca de experiências que certamente vão enriquecer o processo de ensino/aprendizagem de nossos alunos”, disse o prefeito Luciano Paganini que juntamente com o vice-prefeito Milto Borga e o secretário municipal de educação, Maurício Bridi recepcionou autoridades como o secretário regional Euro Viecelli, a gerente regional de educação, Girlene Borsói, além do presidente da Câmara de Vereadores Márcio Santini e vários secretários municipais da área educacional.

Projeto de Iomerê se classificou para Feira Catarinense de Matemática

Entre os 70 projetos apresentados, o produzido pelas alunas Giovana Emanuelle Gelain e Sibele Flores do 6º ano do Centro Educacional Municipal de Iomerê se destacou e garantiu uma vaga para representar o município na 33ª Feira Catarinense de Matemática, que acontecerá em Criciúma de 27 a 29 de setembro. Sob a orientação da professora Sabrina Pesin, as alunas desenvolveram o projeto “Um olhar da Simetria: Arte e Geometria”.

Segundo a professora, o trabalho tem como foco o ensino da matemática através da Simetria, definida como “uma estrutura que permite dividir algo em partes iguais formato e tamanho”. Ela destaca que geralmente a ideia de simetria está atrelada mais a  arte e natureza, que à matemática, para isso, o projeto serviu para mostrar que a simetria está presente no nosso cotidiano e, ao mesmo tempo, dar à geometria um sentido lúdico, despertando interesse e gosto pela matemática, construindo aprendizagem. “O trabalho constitui-se na abordagem da definição de simetria, mostrando onde a mesma pode acontecer”, explica.

Já as alunas Giovana e Sibele destacam que o projeto também contribui para que, não só os professores das turmas convencionais, da cidade ou do campo, mas também, todo e qualquer tipo de mediador do conhecimento matemático, possa acreditar que com a prática do fazer para aprender, é possível apresentar a matemática como uma disciplina prazerosa, presente e necessária na vida social e prática do ser humano.

%d blogueiros gostam disto: