Dilma pede apoio para Lula

O PT já mostrou que vai juntar todas as forças para apoiar o ex-presidente Lula no julgamento que acontece no TRF, em Porto Alegre, no final do mês. Lula é a única esperança do PT para se manter vivo nas eleições presidenciais deste ano. O Partido dos Trabalhadores perdeu muita representatividade com os escândalos de corrupção e Lula é o único que parece ainda passar batido nessa história toda. Se o TRF manter a condenação de Lula, o PT fica sem nome forte para concorrer às eleições. A sigla até pode escolher outro nome, mas com reais chances de vencer, apenas Lula. Por esse motivo o partido vai usar da velha tática de pedir apoio aos apaixonados pelo partido. Vai colocar o povo na rua mesmo. No fim de semana, inclusive, a ex-presidente Dilma Rousseff apareceu em um vídeo pedindo apoio para Lula. Segundo Dilma, todos do PT vão acompanhar o julgamento em Porto Alegre e quer o apoio da massa. O discurso da ex-presidente tentou inflamar os petistas, chamando o julgamento de

Preocupação

Não será um dia tranquilo, o julgamento de Lula, por isso o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, PSBD, pediu ao governo federal, tropas do Exército e Força Nacional para fazer a segurança durante o julgamento do ex-presidente Lula, no TRF, no final de mês. Se condenado, Lula fica fora das eleições desse ano.

Em Santa Catarina

Início de semana e os políticos começam realmente o ano, com a volta do recesso para muitos deles. É também tempo de muita expectativa no governo do Estado, para a saída do governador, o que deve acontecer nas próximas semanas. A saída do governador Raimundo Colombo do cargo, vai direcionar de forma direta a aliança para as eleições desse ano. Se deixar o governo logo no começo do ano, será um recado que pretende atender à reivindicação do PMDB e manter a aliança com o maior partido do Estado. Se demorar para soltar a caneta, é um indicativo que o PSD vai deixar a aliança atual e tentar novos voos.

Reforma

O vice Eduardo Moreira, PMDB, já está agilizando a formação do novo governo. Nomes já estão sendo estudados para o primeiro escalão. Além da troca de partido no poder, outro motivo vai forçar a reforma do secretariado. Pelo menos dez secretários devem concorrer em outubro. São eles: Valmir Comin, Cesar Souza Junior, João Debiasi, Rodrigo Moratelli, Carlos Alberto Chiodini, Luiz Fernando Vampiro, Ada de Luca, Murilo Flores, Vicente Caropreso e Leonel Pavan. Nem todos confirmam, mas a maioria deve disputar as eleições e devem ser substituídos nas próximas semanas.

Politicagem

128 municípios catarinenses receberam R$ 80mil cada um do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, para a compra de novas ambulâncias. O problema é que nos bastidores, os prefeitos estão furiosos porque apenas os deputados que apoiaram o presidente Michel Temer, vão poder escolher o destino dessa verba. O presidente está acabando com o resto da credibilidade da política no Brasil. É criminoso o que vem sendo feito com a máquina do Estado para interesses próprios.

Aproximação

O PR já declarou que vai buscar espaço ao executivo em 2018. O novo é que esse espaço pode estar no lado do PMDB. Com Eduardo Moreira no governo, o PR pode garantir espaço no alto escalão. É clara a aproximação do PMDB com o PR no Estado.

%d blogueiros gostam disto: