Perspectiva zero

Com o fim do governo Michel Temer seis meses antes do término formal de seu mandato, conquistado em 2014 como vice da petista Dilma Rousseff, a perspectiva de qualquer reforma significativa no país é muito próxima do zero.

Ainda mais que os dois presidentes das Casas Legislativas do Congresso, Rodrigo Maia (DEM) e Eunício Oliveira (MDB), estão pensando em seus projetos eleitorais, desatrelando-se do presidente.

De repente, se passar alguma coisa esse ano, será uma Medida Provisória ou alguma medida extraordinária. Reformas estruturantes (tributária, previdenciária, etc), nem pensar.

Por ora, nem a regulamentação da Reforma Trabalhista ocorreu. Temer faz de conta que governa e o Congresso posa de Poder Legislativo.

Sequência

O Brasil entra em junho saindo de uma paralisação nacional de 10 dias, tendo embutida no vácuo a Copa do Mundo e as festas juninas, que costumam esvaziar o Congresso, começando pelas bancadas do Nordeste. Em Santa Catarina, na Assembleia Legislativa, corre-se contra o tempo. Alguns projetos importantes estão tramitando, mas se não forem aprovados até o fim deste mês, esquece. Depois da Copa vem o recesso parlamentar e do Judiciário. Logo em seguida, é campanha eleitoral e salve-se quem puder!

Alerta tucano

Deputado federal Marco Tebaldi está questionando durante a alteração da chamada Lei da Cota 40 em Joinville. Segundo ele, as mudanças vão “abrir perigosos precedentes para os avanços da exploração e ocupação das nossas áreas verdes e dos nossos morros”. O parlamentar está fazendo uma convocação popular contra a nova lei, acionando, ainda, o Ministério Público. Promete dar pano pra manga.

Filho e férias

 A deputada federal Geovania de Sá acaba de protocolar o Projeto de Lei 10251/2018. O PL acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho para permitir ao trabalhador, que se tornar pai biológico ou adotivo, antecipar as suas férias por ocasião da chegada de seu filho. O que também passará a valer para aqueles que receberem mais um ente em sua família por meio de guarda judicial.

Defesa

Por videoconferência, o ex-presidente Lula deu um depoimento ontem ao juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro. O sumo sacerdote do petismo foi arrolado como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral, que está preso em Bangu, condenado por corrupção. No auge de Cabral, Lula e Dilma subiram no palanque reeleitoral do carioca e o encheram de elogios (há vários vídeos na internet mostrando a parceria).

No processo em questão, a Justiça investiga o pagamento de propinas a membros do Comitê Olímpico Internacional para que escolhessem o Rio de Janeiro como seda das Olimpíadas de 2016.

A propósito

Os Correios estão quebrados. Ou se injeta dinheiro público na estatal, pra variar, ou ela se tornará economicamente inviável. Para quem não lembra, foi a CPI dos Correios o estopim para o país soubesse do escândalo do mensalão, no qual o PT comprava apoio de deputados e senadores para governar.

Degrau

Deputado estadual Darci de Matos se articula para disputar a Câmara Federal nestas eleições. Lembrando que dos três federais que o PSD elegeu em 2014, um mudou de partido, outro acabou preso e o terceiro, Cesar Souza, não disputará a reeleição.

%d blogueiros gostam disto: