Desta vez as mudanças serão para melhor?

Quando e como vamos resolver os problemas educacionais de nosso país? Há muito anos, quando iniciei minha carreira na educação, ouvia sobre as mudanças necessárias para que a educação alavancasse e tudo melhorasse.

Agora, quase 30 anos depois, continuo ouvindo sobre as mudanças e como elas prometem a revolução tão esperada. Durante este tempo aprendi muitos conceitos, linhas pedagógicas, estudei filósofos e pensadores e acreditei pacientemente nas mudanças; que ainda não aconteceram da forma que precisariam.

Nosso país continua muito aquém de outros modelos de educação, no entanto, acredito que este seja um dos problemas, continuamos utilizando experiência e modelos de outros países que não tem as defasagens e necessidades iguais as nossas. Como então poderemos transformar a educação?

A concentração agora é na nova BNCC (Base Nacional Comum Curricular), que vem após muitos estudos com o intuito de unificar competências, habilidades e conteúdos que sejam trabalhados independentemente de onde as crianças moram ou estudam.

A dúvida agora se concentra em como cada escola irá interpretar os textos de estudo que antecedem a implantação da Base que deve acontecer até 2020 em todo o território nacional.

Outra preocupação dos governantes é o ingresso das crianças na fase da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. A regra é que as crianças ingressem nos respectivos grupos de ensino com 4 anos até 31/03 e 6 anos até a mesma data. Para que isso aconteça, há necessidade de rever muitas das matriculas já existentes, pois já nos berçários e nas creches a data de nascimento deverá ser analisada criteriosamente.

Enfim, continuamos vivendo uma situação de incerteza quanto aos rumos da educação mas na expectativa que desta vez estejamos no caminho certo, para fazer a diferença precisamos erguer as mangas e trabalhar em prol dos alunos.

 

%d blogueiros gostam disto: