Campeão de votos

Campeão de votos na disputa pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (62.762), o ainda vereador blumenauense Ricardo Alba chegará ao Parlamento estadual com discurso totalmente sintonizado com o do governador eleito, Carlos Moisés.

Em entrevista ao SBT, o pesselista se mostrou convicto de que haverá mudança radical no trato com o dinheiro dos contribuintes catarinenses, mediante o enxugamento da máquina e uma aplicação menos política dos recursos públicos.

Interessante observar a expressiva votação de Alba, que cumprirá o primeiro mandato na Alesc. Seu total de votos foi maior do que o último correligionário dele eleito para a Câmara Federal, o Coronel Armando. Somente em Blumenau, Alba conquistou 36 mil votos. Mais do que a dobradinha Mauro Mariani (MDB) e Napoleão Bernardes (PSDB), que disputou o governo do Estado, considerando-se que o tucano foi prefeito da cidade duas vezes.

Humildemente, o deputado eleito reconheceu que a votação superou as expectativas, embora ele contasse que estaria entre os 40 deputados da próxima legislatura. Ele foi votado em 256 municípios.

Suporte

Sobre a liderança do governo, Ricardo Alba assegurou que já atua ao lado do correligionário Onir Mocellin, escolhido para a função. Havia uma expectativa de que Alba assumisse o posto, não só por sua expressiva votação como também pela experiência parlamentar que ele traz da atuação em Blumenau. “O Mocellin tem muita experiência,” assinalou.

Tripé

Ricardo Alba informou que levará para a Alesc suas bandeiras do mandato como vereador blumenauense. Baseadas no tripé: austeridade, educação e segurança. Ele é favorável ao enxugamento da máquina.

Republicano

Carlos Moisés encarregou Onir Mocellin, que será seu líder na Assembleia, e o próprio Ricardo Alba, de conversaram com as bancadas eleitas para avisar que não haverá política toma-lá-dá-cá, com a velha prática de se trocar emendas e cargos por votos na Casa.

Eleição Municipal

O PSL fará uma reunião ampliada hoje, em Águas Mornas, para comemorar o resultado das eleições. Governador eleito, deputados e dirigentes marcarão presença. Será um encontro festivo, mas também preparatório com vistas às eleições de 2020. Informação do deputado Ricardo Alba. O PSL tende a chegar muito forte para o pleito municipal. Não só na Blumenau de Alba, mas em todas as regiões catarinenses.

Liderança

Por falar em PSL, o deputado eleito Felipe Estevão será o líder da bancada do partido na Assembleia Legislativa. O encaminhamento do nome do jovem parlamentar sulista para a liderança tem a chancela do governador eleito, Carlos Moisés da Silva, e faz parte do acordo que levará os deputados Onir Mocellin à liderança do governo e Ricardo Alba à Mesa Diretora da Casa. A oficialização deve ocorrer nesta sexta-feira, durante encontro ampliado do PSL catarinense em Águas Mornas.

Vergonhoso

Com voto de dois catarinenses, Paulo Bauer e Dalirio Beber, o Senado aprovou, por 41 votos a 16, projeto que aumenta em 16% os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta segue agora para a sanção do presidente Michel Temer. Com o reajuste, os subsídios dos magistrados passarão de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O aumento passará a valer a partir da sanção presidencial e vai proporcionar o chamado efeito cascata, gerando um ônus de R$ 4 bilhões aos cofres públicos anualmente.

Vergonhoso 2

Agora, pior do que votar a favor do aumento é lavar as mãos e não aparecer no plenário para votar, como fez o senador Dário Berger.

%d blogueiros gostam disto: