fbpx

Março teve mais demissões do que contratações em Santa Catarina

Apesar do resultado, acumulado do ano segue com índices positivos

Após dois meses com saldos positivos na geração de empregos, Santa Catarina fechou março com mais demissões que contratações. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na quarta-feira, 24, pela Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, mostram retração de 2.976 postos de trabalho com carteira assinada no Estado.

Dos oito setores analisados, apenas quatro tiveram resultados positivos – extrativa mineral (14), indústria da transformação (3.253), construção civil (121) e administração pública (505). Os setores que mais fecharam vagas no período foram serviços industriais de utilidade pública (-133), comércio (-1.811), serviços (-2.352) e agropecuária (-2.573).

De acordo com o levantamento, em março do ano passado, SC teve desempenho positivo com saldo de 1,9 mil vagas. Em 2017 e 2016, no entanto, o Estado registrou os piores índices para o mês desde 2007, com o fechamento de 4,6 mil e 3,8 mil postos de trabalho.

Saldo acumulado ainda é positivo
Apesar do mês negativo, no acumulado do ano, Santa Catarina segue com dados positivos na evolução do emprego formal com 43,3 mil postos de trabalho abertos. Nacionalmente, março também registrou mais demissões que contratações.

Na avaliação do governo federal, o resultado, no entanto, não altera a tendência de retomada gradual da economia, já que no acumulado do ano (janeiro a março) houve saldo positivo de 179.543 vagas. Ao todo, oito Estados fecharam o mês com resultados positivos, entre eles o Rio Grande do Sul.

Fonte: Rádio Videira

%d blogueiros gostam disto: