fbpx

Lesionada, zagueira Érika é cortada da seleção e Daiane é convocada para Mundial

Érika é a terceira jogadora da seleção cortada por motivo de lesão entre as convocadas para a Copa do Mundo

A CBF anunciou no final da tarde desta sexta-feira que a zagueira Érika foi cortada da seleção brasileira de futebol que disputará o Mundial Feminino a partir deste domingo, quando o time comandado pelo técnico Vadão estreará contra a Jamaica, às 10h30 (de Brasília), em Grenoble, na França.

A entidade informou que a atleta reclamou de dores na perna esquerda depois do fim do treino da última quinta-feira, quando ela voltou a trabalhar com bola depois de 16 dias realizando tratamento. A parte da atividade da qual a atleta participou durou apenas 15 minutos, mas o curto período de tempo já foi suficiente para lesioná-la.

“Érika foi examinada clinicamente e, após exames complementares realizados nesta sexta-feira, foi diagnosticado uma lesão do músculo sóleo, sem tempo hábil de recuperação”, informou a CBF, por meio de nota oficial.

Em seguida, a CBF destacou: “A comissão técnica da seleção brasileira feminina lamenta a lesão de Érika e sua desconvocação. Reconhece o seu empenho e esforço para defender a camisa do Brasil”.

Por fim, a entidade confirmou que o técnico Vadão convocou a zagueira Daiane, do Paris Saint-Germain, como substituta para a disputa do Mundial. Ela vai se apresentar a Vadão neste sábado à tarde (no horário de Grenoble, já noite no Brasil).

Érika se tornou nesta sexta-feira (07) a terceira jogadora da seleção cortada por motivo de lesão entre as convocadas para a competição em solo francês. Antes de embarcar para Portugal, onde o time realizou o período final de preparação para o torneio, ela já havia sofrido uma entorse no seu tornozelo direito durante um treino no Corinthians, o seu atual clube. E na última quinta-feira a jogadora acusou dores na panturrilha, que acabaram a deixando fora do treinamento que o Brasil fez nesta sexta em Grenoble.

Antes do corte de Érika, Vadão precisou desconvocar a atacante Adriana, outra atleta do Corinthians, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho em um numa partida contra o Santos, pelo Campeonato Paulista, dois dias antes de a seleção viajar para Portugal.

Por causa do problema, ela acabou sendo substituída pela meia Luana, do clube KSPO, da Coreia do Sul. Depois de Adriana, o comandante perdeu no início desta semana a lateral-direita Fabiana, do Internacional, com uma lesão muscular na coxa direita. Para o seu lugar, o treinador chamou Poliana, do São José.

A seleção brasileira fez nesta sexta-feira o seu segundo treino em Grenoble, depois de ter desembarcado na França na quarta. O Brasil integra o Grupo C do Mundial. Após abrir campanha contra as jamaicanas, terá pela frente a Austrália, no dia 13, em Montpellier, e depois fechará a sua campanha na primeira fase diante da Itália, no dia 18, em Valenciennes.

A atacante Marta, por sua vez, seguiu o seu processo de transição para o campo após se recuperar de lesão na coxa esquerda, que ela ficou tratando por 11 dias. Eleita a melhor jogadora do mundo pela Fifa por seis vezes, a estrela brasileira se machucou no último dia 24 de maio e ainda é considerada dúvida para a estreia de domingo. Nesta sexta-feira, ela realizou trabalhos de condicionamento físico com o preparador Fábio Guerreiro.

Fonte: ND Online

%d blogueiros gostam disto: