fbpx

1º Congresso Nacional do Contestado movimenta a região de 12 a 15 de junho

De 12 a 15 de junho a cidade de Caçador/SC será sede do 1º Congresso Nacional do Contestado. Mesmo sendo a primeira edição o evento registrou 865 inscrições, considerando apresentações de trabalho e participantes como ouvintes. A programação inclui 23 palestrantes de renome na pesquisa científica sobre o Contestado, além de lideranças sociais ligadas ao tema.

Às 16h ocorre a primeira atividade – uma videoconferência com o Dr. Eduardo López Moreno – representante do Observatório Mundial Urbano para o Centro das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).

A abertura oficial está marcada para às 19h com apresentações culturais. Na sequência, às 20h15, será a conferência de abertura com o Dr. Donaldo Schuler, professor Emérito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), escritor, tradutor e conferencista, Schuler coleciona dezenas de premiações, entre elas um prêmio Jabuti (2004) pela tradução de Finnegans Wake.

Ao longo dos três dias serão realizadas cinco mesas redondas e apresentação de 80 trabalhos acadêmicos distribuídos em sete eixos temáticos. Em todos os dias estão previstos lançamentos de livros e apresentações culturais. Na sexta-feira (15), às 19h, o destaque fica por conta da mesa de encerramento com a participação de pessoas da região que atuam em prol do resgate da memória do Contestado no Oeste Catarinense.

Para consultar a programação completa ou inscrever-se como ouvinte (até 12/06) acesse: www.cacador.ifsc.edu.br/contestado

Sobre o Congresso 
O evento faz parte da “Semana do Contestado: um olhar científico para a história de um povo”, composto por um extenso projeto que propõe a criação de uma agenda de reconhecimento e empoderamento acerca da história da região. O projeto faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia cujo tema central é a “Ciência para Redução de Desigualdades”.

O Congresso é organizado com recursos captados pela Prefeitura Municipal de Caçador por meio do Museu do Contestado em parceria com o IFSC. No ano passado as instituições captaram R$ 100.000,00 (cem mil Reais) junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Os recursos estão sendo utilizados para a promoção de atividades iniciadas em outubro de 2018 e se estenderão por um ano.

O evento tem organização conjunta entre o Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Videira, IFSC, e a Prefeitura Municipal de Caçador, com apoio do CNPq, MCTIC, UFSC, UEL, UNESPAR e UNOESC.

Fonte: Coordenação de Comunicação (Cecom) IFC Videira
Jornalista: Juliana B. Motta Peretti DRT 8976 PR

%d blogueiros gostam disto: