fbpx

Qual é a quantidade de proteína ideal em uma dieta?

Existem regras bem definidas para garantir o consumo adequado e manter a saúde em dia

Todo mundo já ouviu alguma dica de como determinar a quantidade de proteína necessária no dia a dia — desde medir com o dorso da mão a dividir o prato em quartos. Mas, esses métodos não trazem a cientificidade necessária que o cuidado com uma dieta nutritiva exige, por isso é preciso seguir algumas regras.

Segundo a nutricionista Gisele Dallazen, o indicado para um indivíduo normal e praticante de atividade física regular é de um grama de proteína por quilo de peso da pessoa, todos os dias.

— Por exemplo: para um indivíduo de 60kg, a recomendação é que ele consuma 60g de proteína por dia, considerando que não só alimentos de origem animal tem proteína, mas alguns vegetais também têm — exemplifica a especialista.

A diferença entre a proteína vegetal e animal está, principalmente, na quantidade de valor biológico. Entretanto, Gisele reforça que algumas combinações de cereais são capazes de atingir o alto valor biológico das carnes, como o clássico arroz e feijão.

Apesar da orientação bem definida sobre a quantidade de consumo diária, cada caso precisa ser especificamente avaliado. A nutricionista afirma que determinadas doenças podem interferir nesse consumo, exigindo a redução da quantidade indicada diariamente. O aumento da atividade física no dia a dia também pede atenção e, neste caso, atletas precisam dobrar o consumo da proteína para repor o desgaste muscular.

Frango é uma das melhores opções de proteína animal
Frango é uma das melhores opções de proteína animal (Foto: Pixabay)

Entretanto, a nutricionista alerta para a quantidade de gordura presente na proteína animal. Há uma importante alteração dessa camada em cada peça de carne, além de alguns cortes terem a gordura marmorizada, ou seja, está entrelaçada com a proteína.

— Por isso precisamos variar a proteína que consumimos diariamente. Uma carne bovina, por exemplo, sempre vai ser muito mais rica em colesterol do que um frango.

Nutrientes e vitaminas presentes na proteína

É importante variar as proteínas para a otimização da ingestão de nutrientes
É importante variar as proteínas para a otimização da ingestão de nutrientes(Foto: Pixabay)

Ainda que haja a preocupação com as camadas de gordura, a proteína é uma fonte de nutrientes. Segundo a especialista Gisele Dallazen, este é outro fator importante para variar o consumo de carnes, já que cada uma é responsável por fornecer um nutriente ou vitamina diferente.

— A variedade do consumo também é importante por conta disso, pela relação com nutrientes e vitaminas. Na carne vermelha tem muito mais ferro do que na carne branca, por exemplo.

Fonte: NSC

%d blogueiros gostam disto: