fbpx

Bombeiros realizam visitações e palestras visando a prevenção de acidentes

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), integrante da Secretaria de Estado da Segurança Pública, atua por todo o estado em diversas áreas, como: atendimento pré hospitalar, busca e resgate, emergências com produtos perigosos, ajuda humanitária, operações aéreas, salvamento em altura, salvamento aquático, prevenção de sinistros, combate a incêndio e educação pública.

Na região do Vale do Rio do Peixe, o 1º Pelotão de Bombeiros Militar (1º/3ª/2º BBM), sediado em Videira, possui 5 municípios em sua área de atuação, Iomerê, Salto Veloso, Arroio Trinta, Macieira e a sede, o que resulta em uma população atendida de aproximadamente 63 mil habitantes e 952 Km2 de circunscrição.

Alerta Vermelho

Além de apagar incêndios, os bombeiros também desenvolvem vários projetos sociais e educativos, com o objetivo de tentar melhorar a qualidade de vida da comunidade.

Durante a semana que coincide com a comemoração do Dia do Bombeiro, as corporações de todo o estado realizaram a Semana de Prevenção Contra Incêndios.

Nesta semana, de 1 a 7 de julho, ocorre a Operação Alerta Vermelho, que consiste na visitação de bombeiros militares e bombeiros comunitários em residências, escolas e empresas, a fim de realizar uma análise da segurança dessas edificações, bem como prestar esclarecimentos sobre seus pontos vulneráveis e o que se poderia fazer para evitar sinistros, notadamente no uso de energia elétrica, GLP, combustíveis, velas e fogões a gás e a lenha.

Palestras, demonstrações, simulados, visitações ao quartel e atividades voltadas ao público interno também foram realizadas durante este período. As visitas ocorreram nos bairros Rio das Pedras, Cidade Alta, Vinhedo, Farroupilha e Jardim Canadá.

Dados

De 01 de janeiro de 2018 a 31 de dezembro de 2018, foram atendidas 2984 ocorrências pelo Corpo de Bombeiros Militar deste município, o que resulta em uma média superior a 8 ocorrências diárias. Não foram contabilizadas a esta média as ocorrências em cidades próximas fora da área de abrangência, às quais frequentemente é realizado o apoio. No primeiro semestre de 2019 foram atendidas 1471 ocorrências.

Além de buscar oferecer serviços de excelência na resposta a sinistros, o BMSC desenvolve ações paralelas para que estes episódios adversos tornem-se cada vez mais raros e, com isso, um número maior de vidas e bens sejam preservados. Nesse sentido, a corporação oferece serviços técnicos de prevenção a sinistros através da análise de projetos e vistorias.

Em 2 de julho: Dia do Bombeiro Brasileiro

Esta data é uma homenagem a todos os heróis brasileiros que arriscam as suas vidas para proteger as pessoas, as cidades e as florestas do risco de incêndios, desastres naturais, desabamentos, etc. A escolha desta data é uma homenagem a criação do Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, inaugurado em 2 de julho de 1856, no Rio de Janeiro, e sob o comando do major João Batista de Morais Antas.

Oficialmente, o Dia do Bombeiro Brasileiro foi instituído através do decreto-lei nº 35.309, de 2 de abril de 1954. A partir desta mesma lei, também foi definido a realização anual da Semana de Prevenção Contra Incêndios.

Antigamente, antes do Imperador D. Pedro II assinar o Decreto Imperial nº 1.775 que regulamentava o serviço de bombeiros, o badalar dos sinos era sinal de que homens, mulheres e crianças tinham que formar uma fila no poço mais próximo e assim, passarem baldes de mão em mão até chegarem ao local do incêndio.

História dos Bombeiros em Videira

O serviço de bombeiros em Videira iniciou em 1994 através dos bombeiros voluntários da cidade. No ano 2000 houve a inauguração do primeiro quartel no Centro (Estação Ferroviária).

Aproximadamente um ano após a inauguração foi feita a fusão com os Bombeiros Militares. Desde então a corporação vem crescendo para atender as demandas decorrentes do desenvolvimento da região, como a construção do novo quartel no bairro Farroupilha (2016), aquisições de novas viaturas e reposição de efetivo.

Atualmente a corporação militar em Videira tem à disposição 26 bombeiros militares para os serviços diários operacionais e administrativos. Os serviços prestados à comunidade estão divididos em dois quartéis: o do bairro Farroupilha (quartel novo), onde ficam as viaturas do atendimento operacional (caminhões e ambulâncias), o comando da instituição, a seção logística e o serviço de emissão de certidão de atendimento de ocorrências. E o do bairro Centro (Estação Ferroviária) onde é prestado o serviço de atividades técnicas, que compreende a análise de projetos, vistorias e a emissão de atestados, conhecidos popularmente como alvarás.

Como se tornar um bombeiro

Para ingressar na carreira de bombeiro militar é necessário ter graduação em nível superior, não ter completado 30 anos e prestar um concurso público sendo aprovado em todas as etapas: prova escrita, avaliação de saúde, teste de aptidão física, avaliação psicológica, teste toxicológico e investigação social. Na sequência terá que concluir um curso de formação, que poderá ser de 9 meses para o Curso de Formação de Soldados ou de 2 anos para o Curso de Formação de Oficiais.

Para aqueles que possuem interesse em apoiar voluntariamente o serviço dos bombeiros há o Curso de Formação de Bombeiros Comunitários, que consiste na capacitação de pessoas da comunidade na área preventiva e operativa no campo da segurança. Os participantes são treinados para atuação na primeira resposta a situações emergenciais, como princípios de incêndio ou acidentes.

Brincadeira que pode custar vidas

Passar trote para os bombeiros, além de ser uma brincadeira de mau gosto que pode custar vidas, também é considerado crime, sujeito a multa e detenção. No caso dos autores do trote serem menores de idade, os pais ou responsáveis que responderão pelo ato.

Segundo o 1º Tenente Luiz Gustavo Bonatelli, Comandante da Companhia de Videira, a maioria dos trotes são recebidos nos horários de saída de aula.

“A maioria das ligações de trote são recebidas em horários de saída de aula. Alguns telefones, principalmente celulares, nós identificamos e salvamos em nosso sistema com histórico de trote. Nós não temos bloqueadores de ligação, mas quando recebemos ligações desses números com alerta sabemos que a triagem deve ser mais minuciosa, para identificar se é mais um trote ou se dessa vez a pessoa realmente precisa de ajuda” salienta. O Corpo de Bombeiros alertou que trote é crime e há pena para quem é pego fazendo esse tipo de ligação. Segundo o artigo 266 do Código Penal, interromper ou perturbar o serviço telefônico é crime e o infrator poderá incorrer em pena de detenção de um a seis meses ou multa no valor de R$ 1.505,45. O maior prejuízo, no entanto, é que o deslocamento de uma viatura para uma falsa ocorrência pode custar uma vida que esteja precisando de ajuda.

%d blogueiros gostam disto: