fbpx

VÍDEO: Mulher empurra padre Marcelo de palco durante evento no interior de SP

Delegado disse mulher queria apenas conversar com o padre, mas teria se assustado ao ser perseguida por seguranças e surtou

A mulher que empurrou o padre Marcelo Rossi, durante missa em Cachoeira Paulista (SP), sofre de transtorno bipolar e faz tratamento psiquiátrico. Ela disse que queria apenas conversar com o padre, mas teria se assustado ao ser perseguida por seguranças. Em entrevista ao Uol, o delegado Daniel Castro, que registrou o caso, afirmou que a mulher deu “declarações desencontradas”.

“É a versão dela, mas quem vê as imagens vê que não tem segurança atrás dela. Ela entrou correndo, se assustou e empurrou o padre num momento que parecia de surto, de perda de controle”, explicou o delegado. A mulher teve o nome preservado pelo policial.

Criança

A agressora estava numa excursão com seu filho de três anos de idade. Isso motivou o acompanhamento de um representante do Conselho Tutelar de Cachoeira Paulista.

Caso padre Marcelo Rossi não apresente queixa em até seis meses, o caso será arquivado. O religioso não fez boletim de ocorrência e a mulher permanece em liberdade.

%d blogueiros gostam disto: