fbpx

Fraiburgenses e videirense marcaram presença no 11º Transcatarina: o melhor de todos os tempos

Entre os dias 10 e 13 de julho, cerca de 800 pessoas cruzaram o estado de Santa Catarina superando desafios e registrando emoções. Competidores de Fraiburgo e Videira competiram pelas categorias Turismo e Turismo Light

Cadu Rolim/DFotos

Terminou neste sábado (13), o 11º Transcatarina – um dos maiores ralis de regularidade do País e, que a cada edição, consegue se superar. O evento começou na última terça-feira (09), em Fraiburgo (SC), quando a secretaria foi aberta e recepcionou os integrantes dos 193 veículos inscritos nas categorias de competição (Máster, Graduado, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light), e de passeio (Passeio Radical e Adventure). O percurso passou por mais de 15 munícipios catarinenses, com pernoites em Caçador e Rio Negrinho. A festa da chegada foi em Blumenau, na Vila Germânica e teve o barulho dos motores como repertório.

De Fraiburgo, o piloto Paulo Antonio Lacowicz e o navegador Ramon Paulo Lemos Lacowicz, pai e filho, conquistaram o quinto lugar pela Turismo. Na mesma categoria, estavam o piloto Edson Ziolkowski (Fraiburgo) e Luciano Pasqual (Videira), que ficaram com a 14ª posição no ranking geral. Pela Turismo Light, a dupla Camile Piccoli Hentz e Sonia Aparecida Lemos Lacowicz fez bonito e terminou o Transcatarina com a sexta colocação.

Durante os cerca de 800 quilômetros percorridos, pilotos e navegadores enfrentaram diversos tipos de obstáculos e encontraram etapas diferenciadas e, com um toque especial das médias de velocidade mais altas! Isso, tornou o formato do Transcatarina ainda mais técnico, exigindo muita (mas muita mesmo), habilidade e rapidez de raciocínio na pilotagem e na navegação.

Os terrenos também foram bem variados, entre chão batido, com pedras e cascalho, piso liso e com barro, areia e a travessia de rio, e muito mais. Do Meio Oeste e Vale do Contestado, à medida que o Transcatarina avançava rumo ao Vale Europeu, o cenário e as características da prova se transformavam: pomares de maçã, fazendas de plantações de pinus e eucaliptos; todos os dias foram lotados de referência (muitas escondidas) e médias de velocidade justas.

“Foi um dos Transcatarina mais intensos e gratificantes da história. Foram dois meses e meio de preparação, com 5.500 tulipas (desenhos de referências do caminho a ser seguido). Percorremos muitas fazendas (inéditas, inclusive). Todos os participantes deram um show e foram fundamentais na construção de mais esse capítulo”, declarou o diretor geral da SC Racing, Edson João da Costa. Passeio Radical

A aventura não foi diferente para a galera da Passeio Radical 1 e, segundo o coordenador Itamar Peixer, esta edição teve uma pitada ainda mais especial por conta da presença de pessoas de várias partes do Brasil, como Bahia, por exemplo. “Isso traz uma energia revigorante ao grupo e nos enche de alegria em mostrar todas as belezas do nosso Estado. Estou feliz demais em ter visto e sentido tanto companheirismo. E isso, só o Transcatarina é capaz de proporcionar“. A Passeio Radical 1 também é coordenada por Evaldo Schulze e, junto com essa turma, seguiu o piloto Arthur Evaldo Barreto Abrão, de Fraiburgo.

*O resultado completo está disponível em www.transcatarina.com.br

Fonte: Assessoria de Comunicação Transcatarina.

%d blogueiros gostam disto: