fbpx

Dois irmãos são presos por caça de animal silvestre nativo em Tangará

Dois irmãos de 47 e 52 anos foram presos na terça-feira (16) pela Polícia Militar Ambiental (PMA) na zona rural de Tangará, no Oeste catarinense, por porte ilegal de arma de fogo, munição e acessório de uso permitido, e por caça de animal silvestre nativo. Os dois estavam com 13 carcaças de aves silvestres das espécies saracura, pomba-juriti, pomba-do-mato, pomba-rolinha e pomba-carijó.

Os dois irmãos foram flagrados com um rifle calibre 22 com um silencioso acoplado, duas espingardas calibres 28 e 36, uma espingarda de pressão calibre 5.5, munição de diversos calibres intactos e deflagrados.

Os dois estavam com 13 carcaças de aves silvestres de espécies como saracura e pomba-juriti. — Foto: PMA/Divulgação

Os dois estavam com 13 carcaças de aves silvestres de espécies como saracura e pomba-juriti. — Foto: PMA/Divulgação

A PMA de Joaçaba, que fez a prisão, chegou até os dois depois de ter recebido denúncia a respeito de caça predatória na região. Levados à delegacia de Tangará, os dois foram liberados mediante pagamento de fiança.

O suspeito mais novo já tinha passagens pela polícia por tentativa de estupro de adolescente.

Fonte: G1

%d blogueiros gostam disto: