fbpx

DEGUSTE ROCK!

CLÁSSICO: RUSH – 2112 (1976)

Prestes a perder o contrato com a gravadora, o trio Geddy, Alex e Neil arrisca todas as fichas no álbum que viria a se tornar um dos maiores clássicos da banda ao lado de Moving Pictures (1981). 2112 é um disco cujo lado A é composto pela canção homônima de vinte minutos dividida em sete partes.

A história relata um mundo em 2112 controlado por sacerdotes dos templos de Syrinx, após uma guerra interestelar ocorrida em 2062. Um anônimo descobre um antigo e desconhecido instrumento (violão) e fica maravilhado com o poder do seu som, mas, ao mostrar para os sacerdotes, eles o rejeitam por ser algo do passado.

Tamanha tristeza faz com que a pessoa caia num sono profundo e posteriormente cometa suicídio. Após a morte, no fim da música, um alerta é dado: “Atenção todos os planetas da federação solar, nós assumimos o controle”. O lado B conta com cinco clássicos do rock progressivo: A Passage to Bangkok, The Twilight Zone, Lessons, Tears e Something for Nothing.

Não perca tempo e ouça essa maravilha. Procure também os livros do baterista Neil Peart e conheça sua triste e vitoriosa história – comece por A Estrada da Cura. Tenho certeza que não se arrependerá.       

NACIONAL/REGIONAL: WARFIELD – Times of Dust (2010)

Banda videirense de heavy metal tradicional, liderada pelo guitarrista Ivan Caregnato. O disco foi gravado em Curitiba/PR e conta com dez músicas. Se você aprecia o estilo corra conferir.

DICA: WOODSTOCK (1969)

O festival que comemora 50 anos, revolucionou um período e foi um marco na contracultura. Os shows aconteceram entre os dias 15 e 18 de agosto de 1969, numa fazenda de gado de leite nos EUA, e 32 artistas participaram (The Who, Santana, a turma do “J” Hendrix, Joplin, Baez, Airplane e Cocker…). Vários músicos criaram fama no evento, que contou com quase meio milhão de espectadores – um público inesperado, o que resultou em muito improviso e nervosismo por parte dos organizadores.

Também houve problemas: precariedade geral pela superlotação, estradas intransitáveis, falta de comida. Dois partos foram realizados no evento de “paz e amor”, uma pessoa morreu de overdose e uma foi atropelada por um trator.

Não por falta de convite ficaram de fora The Beatles, The Rolling Stones, Jethro Tull, The Doors, Bob Dylan, Led Zeppelin… Há bons documentários para saber mais do histórico evento, como Woodstock (1970) e Woodstock: Three Days That Defined a Generation (2019).

“Consuma música sem moderação”.

%d blogueiros gostam disto: