fbpx

Menino de 12 anos fica com a mola do pula-pula cravada nas costas após acidente grave e pai faz alerta

JAMIE QUILAN, DE 12 ANOS, ESTAVA BRINCANDO NA CASA DE UM AMIGO QUANDO TUDO ACONTECEU

“Poderia ter acontecido com qualquer um”, disse o pai, Ian, de 62 anos, em entrevista ao SWNS (Foto: reprodução/ SWNS)

Jamie Quilan, de 12 anos, estava brincando na casa de um amigo quando sofreu um acidente grave no pula-pula. As crianças estavam na cidade de Sheffield, no Reino Unido, se divertindo na cama elástica quando Jamie foi atingido nas costas por uma das molas do brinquedo que estourou durante a brincadeira.

O objeto ficou cravado nas costas da criança que foi levada às pressas para o Hospital Infantil de Sheffield. De acordo com a Fox News, o acidente ocorreu no último domingo, dia 1 de setembro. O grande problema foi a força que a mola disparou em direção à criança, por isso se alojou nas costas do menino.

Felizmente não acertou a espinha da criança por centímetros, o que não levou à um quadro de saúde muito mais sério. Jamie precisou passar por uma cirurgia para retirar a mola das costas e passa bem. O menino contou em entrevista à Fox News, que sentiu algo bem estranho quando a mola o atingiu. “De vez em quando ainda sinto como se ela estivesse nas minhas costas, mas estou feliz por não ter acontecido nada pior”.

Jamie precisoud e cirurgia para remover a mola do pula-pula que estava cravada nas costas (Foto: reprodução)

Segundo a Academia Americana de Pediatria, crianças menores de 6 anos têm maior risco de sofrer algum tipo de acidente com brinquedos como o pula-pula. Nos Estados Unidos, milhares de acidentes semelhantes acontecem todos os dias, por isso é importante ficar sempre de olho enquanto seu filho estiver brincando em uma cama elástica.

“Poderia ter acontecido com qualquer um”, disse o pai, Ian, de 62 anos, em entrevista ao SWNS. “Jamie foi muito corajoso. Eu quero que as pessoas fiquem em alerta sobre como um pula-pula pode ser perigoso se não tiver a manutenção adequada”, continuou o pai.

Fonte: Pais e Filhos

%d blogueiros gostam disto: