fbpx

Padroeira do Brasil: Três comunidades videirenses homenageiam Nossa Senhora Aparecida

Três comunidades videirenses se preparam para homenagear Nossa Senhora Aparecida nesse sábado dia 12.

Na Linha Aparecida os preparativos se intensificaram nos últimos dias. Foi realizada a pavimentação do acesso que liga a estrada principal ao pátio da igreja, além de outras melhorias executadas pela comunidade. Flavio Panho, presidente da capela.

“Finalizamos toda a parte de obras, limpeza e pinturas. A comunidade se preparou muito para receber todos. O Clube de Mães fez toda parte de jardinagem, embelezando ainda mais a comunidade. Fizemos uma grande obra para adequação no local onde são preparados os alimentos. Os banheiros também foram adequados para facilitar a mobilidade de cadeirantes. Na quarta e quinta-feira iniciamos o preparo dos alimentos que demandam mais tempo, como bolos, cucas, bolachas, tempero das carnes, para podermos atender bem todos os que participarem da festa” salienta.

A segurança tanto no local do evento e nas estradas que dão acesso a comunidade será feita com o apoio da Polícia Militar. O comandante da PM de Videira, capitão Ricardo Pedroso, destaca que haverá policiamento desde a procissão até o final do evento.

“Nós teremos um efetivo reforçado nesse dia, desde a 5h00 da manhã quando tem início a procissão. As guarnições da ROCAM estarão fazendo apoio com as motocicletas, servindo como “batedor” nesse primeiro momento e teremos uma viatura no final da procissão para evitar que tenhamos problemas. Estaremos fazendo o acompanhamento durante todo o deslocamento. Durante a procissão outros policiais e viaturas já estarão no local do evento, além de nossa base móvel que estará à disposição para atender a comunidade e estamos confiantes e tranquilos de que o evento será mais uma vez um sucesso” acrescenta.

História da Padroeira do Brasil

A aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida ocorreu em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá. Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e para isso chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescar bons peixes.

O fato era que, naquela época, meados de Outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem. Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro, que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fieis, o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou.

A partir daí, a devoção da Santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

%d blogueiros gostam disto: