fbpx

Senado aprova MP que amplia para R$ 998 valor de saque do FGTS

Aumento vale para quem tinha um salário mínimo na conta em 24 de julho, quando medida entrou em vigor

O Senado aprovou nesta terça-feira um projeto de lei que altera regras na liberação do FGTS feitas pelo governo Bolsonaro nas modalidades de saque-imediato ou saque-aniversário.

O projeto cria a modalidade de saque-aniversário nas contas vinculadas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), independentemente da ocorrência de demissão ou financiamento da casa própria. Além disso, aumenta para R$ 998,00 o valor de quem escolheu pelo saque imediato e tinha até esse valor na conta em julho.

O projeto de lei que propõe essas mudanças substitui a medida provisória apresentada pelo governo.

Desde setembro, trabalhadores com contas ativas podem retirar R$ 500 ou optar pela modalidade saque-aniversário, com direito de retirar um percentual todos os anos de seu saldo da conta do fundo de garantia.

Saque residual

O saque de valores residuais de até R$ 80 ocorrerá após 180 dias da publicação da lei que resultará da MP. Outra mudança incluída no texto pelo relator, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), permite o saque da conta do FGTS caso o trabalhador ou qualquer de seus dependentes tenham doenças raras.

O projeto de lei de conversão aprovado também dá fim ao pagamento adicional, pelas empresas, de 10% sobre os depósitos no caso das demissões sem justa causa, como determinado pela Lei Complementar 110, de 2001.

Fonte: Exame

%d blogueiros gostam disto: