fbpx

Número de universidades portuguesas que aceitam Enem para selecionar estudantes brasileiros sobe para 47

Cinco novos convênios assinados nesta segunda-feira pelo Inep aumentam número de instituições de ensino superior que aceitam a prova em Portugal.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes (dir.), durante assinatura de convênio com mais cinco universidades portuguesas, nesta terça-feira (19), em Lisboa — Foto: Divulgação/MEC

O número de universidades portuguesas que aceitam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) chegou a 47. Segundo anunciou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta terça-feira (19), cinco novas instituições de ensino superior de Portugal aderiram ao convênio com o governo federal para que estudantes brasileiros possam ser selecionados para cursos de graduação por meio do exame. Assim, o número chegou a 47.

Os acordos foram assinados pelo presidente do Inep, Alexandre Lopes, e representantes das cinco novas instituições na sede da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em Lisboa, Portugal.

“Toda oportunidade que a gente possa dar ao estudante brasileiro, de ele se abrir para o mundo, buscar conhecimentos novos, ela é enriquecedora, e este é um trabalho muito importante para o Inep”, afirmou Lopes, segundo nota da assessoria de imprensa da autarquia.

As novas instituições conveniadas são:

  • Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (Ismat)
  • Instituto Superior Dom Dinis (Isdom)
  • Instituto Superior de Gestão (ISG)
  • Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém (Isla Santarém)
  • Instituto Superior de Gestão e Administração de Gaia (Isla Gaia)

Universidades de Portugal começaram a aceitar a nota do Enem em 2014 – a primeira instituição a aderir foi a Universidade de Coimbra, em maio daquele ano; em setembro, a Universidade de Algarve também entrou no convênio.

Enem em Portugal

O programa do Inep de convênio com faculdades portuguesas, que completou cinco anos em maio, tornou-se possível com uma mudança na legislação local. Um decreto de 2015 regulamentou o estatuto do estudante internacional em Portugal. Em março do mesmo ano, o Ministério da Educação de Portugal permitiu às suas instituições definirem a forma de ingresso de estudantes internacionais.

Pelo convênio, cada universidade parceira define qual será a nota de corte do Enem para cada um de seus cursos. Cabe ao Inep conferir os resultados dos brasileiros que pleiteiam uma vaga no exterior.

Até 2018, o Inep estima que pelo menos 1.200 brasileiros já ingressaram no ensino superior em Portugal por meio do programa.

Estudantes brasileiros usam Enem para fazer faculdade em Portugal

Estudantes brasileiros usam Enem para fazer faculdade em Portugal

Fonte: G1

%d blogueiros gostam disto: