fbpx
Ultimas Notícias

Orkut criado por fã ganha aplicativo para Android

Volta do Orkut foi o assunto mais comentado do Twitter; criador da rede e atual CEO da Hello, Orkut Buyukkokten falou com M&M

Interface da réplica do Orkut feita por fã (Crédito: Reprodução)

Fundado em 2004 pelo engenheiro turco Orkut Buyukkokten, o Orkut conquistou o coração de milhões de pessoas espalhadas pelo mundo, mas foi descontinuado pelo Google, ao qual era afiliado, em 2014. Entretanto, no último final de semana — para a alegria de muitos fãs da plataforma –, “a volta do Orkut” foi um dos assuntos mais comentados do Twitter, após uma versão da rede social aparecer na loja de aplicativos do sistema operacional Android.

Porém, apesar de similar, a rede social não é mesma criada por Orkut, engenheiro do Google (e por isso a rede pertencia à empresa), e sim uma versão para smartphones da réplica do Orkut, desenvolvida em 2017 por um fã. Logo ao baixar o aplicativo, os usuários encontraram o seguinte esclarecimento por parte dos desenvolvedores do app: “Orkut.br não tem vínculo com o Google e não é o mesmo site que o Orkut.com. Caso sua intenção seja acessar a antiga rede social filiada ao Google, pedimos desculpas, mas não será possível. Infelizmente, o Orkut.com encerrou suas atividades em 2014. O Orkut.br está sendo desenvolvido por um fã da rede social que, em sua homenagem, está recriando o Orkut do zero, buscando utilizar as mesmas ferramentas e design do site original”.

Orkut irá “morrer” até o fim do anoApesar de muitos usuários antigos do Orkut original ficarem felizes com o layout — o aplicativo já conta com mais de 500 mil downloads –, ainda não se sabe muito sobre a plataforma. Como, por exemplo, por quanto tempo ficará no ar, principalmente por questões de direito de uso de marca e de dados dos usuários. Porém, não foi apenas a réplica do fã que ganhou novos usuários.

A rede social Hello, desenvolvida pelo criador do Orkut original, que também é baseada no próprio Orkut, teve uma leva alta no número de downloads no último final de semana. Meio & Mensagem entrevistou Orkut Buyukkokten (que já não trabalha mais no Google), criador do Orkut.com e atual CEO da Hello.

Orkut Buyukkokten, criador do Orkut.com (Crédito: divulgação)

M&M – Por que existe tanta nostalgia no Orkut.com?
Orkut Buyukkokten – O Orkut.com criou uma comunidade incrível, com mais de 300 milhões de usuários em todo o mundo, e aproximou as pessoas. Todo o foco foi para criar um lugar feliz e usar o poder da tecnologia para permitir novas conexões. Atualmente, a mídia social está preocupada, principalmente, com empresas, anunciantes, profissionais de marketing, terceiros e acionistas. A maior parte do foco mudou para o tempo gasto, viralidade e cliques em anúncios. Os algoritmos que incorporam aprendizado de máquina e inteligência artificial são todos otimizados para engajamento e receita. Isso resultou em um vício doentio que promove a criação de conteúdo com mais envolvimento, mas que não seja, necessariamente, genuíno ou real. Como resultado, as redes sociais têm sido culpadas de problemas mentais como depressão, ansiedade, infelicidade, solidão, problemas de imagem corporal e falta de autoconfiança.

M&M – Por que as pessoas deveriam se juntar à Hello Network? Qual é o diferencial desta plataforma?
Buyukkokten – Embora as redes sociais tenham se tornado mais acessíveis na década passada, tornou-se cada vez mais difícil criar conexões reais, autênticas e genuínas online. Além disso, quanto mais tempo gastamos online, mais efeitos colaterais adversos isso cria. Não estamos nos conectando com pessoas cara a cara. Somos piores em comunicar e sermos reais. Nossa saúde mental está se deteriorando por causa das redes sociais. Meu objetivo com a Hello é usar o poder da tecnologia para reunir pessoas e trazer a mágica e a diversão de volta às redes sociais.

(Crédito: divulgação)

M&M – Quais são as principais semelhanças e diferenças entre a Hello e o Orkut.com?
Buyukkokten – Quando o Orkut.com foi lançado, as redes sociais eram muito novas e as pessoas as experimentavam pela primeira vez. Agora, temos uma sociedade que está em várias redes e sempre conectada aos seus dispositivos móveis. Existem mais de quatro bilhões de usuários online e mais de 60% da população mundial têm um smartphone. Isso torna as redes sociais mais acessíveis do que nunca. O uso das mídias sociais mudou de desktops e sites para dispositivos móveis e aplicativos nativos. Projetamos a Hello como um serviço móvel primeiro. Também projetamos a experiência com a geração atual, estado da tecnologia, padrões de uso e cenário social em mente. Acredito que precisamos nos conectar mais do que nunca. Precisamos de um lugar onde possamos ter conversas autênticas, compartilhar aberta e honestamente o que amamos e criar interações e conexões significativas.

O recurso mais amado e favorito no Orkut.com eram as comunidades, que forneciam um espaço onde os usuários poderiam se reunir, compartilhar suas paixões e interesses e fazer amigos. Trouxemos esse recurso para a Hello e a tornamos ainda melhor. Introduzimos uma nova camada sobre comunidades, chamada personas. Na Hello, você escolhe as cinco principais coisas pelas quais é mais apaixonado em uma lista de cem. Isso nos ajuda a personalizar toda a experiência em torno de suas paixões. Organizamos seu feed não apenas para mostrar o conteúdo de seus amigos, mas também o conteúdo que achamos que você adoraria. As personas também nos mostram um conteúdo da comunidade que você não conheceria se não fosse um membro da comunidade. As duas principais características que deixamos para trás são recados e depoimentos. Estamos experimentando maneiras de incorporá-los à Hello.

Fonte: Meio e Mensagem – **Crédito da imagem no topo: PeopleImages/iStock

%d blogueiros gostam disto: