• 18/03/2020

Conheça os serviços de streaming e canais da TV a cabo abertos durante a crise do coronavírus

O coronavírus é real e seus efeitos já são sentidos no Brasil. Para além da gravidade da questão de saúde pública, os riscos do COVID-19 aos poucos fazem o público brasileiro se fechar em casa para evitar o contágio, enquanto múltiplos estabelecimentos de diferentes negócios fecham as portas para não contribuir para a disseminação da doença.

O confinamento no lar e a ausência de programas fora de casa apresenta um desafio e tanto na questão do entretenimento, porém. Como se manter distraído em meio à pandemia? Quais são as opções de cultura à disposição num mundo preso entre quatro paredes?

Com o público em claras dificuldades, alguns serviços de streaming e emissoras de TV a cabo estão desde o fim da última semana abrindo o sinal e disponibilizando de forma gratuita seus conteúdos. É acima de tudo uma maneira discreta de incentivar o brasileiro a ficar em casa, similar ao que os grandes estúdios começam a fazer lá fora em relação a seus últimos lançamentos.

Com tantos apelando para esta política de liberação, o B9 reúne agora nesta publicação todos os canais de streaming e da TV fechada que optaram por abrir as portas para que todos acessem seus conteúdos durante a pandemia, além dos filmes que foram disponibilizados na rede pelos seus realizadores. Vale lembrar que as emissoras de TV a cabo só estão com sinal liberado para aqueles que possuem um pacote do tipo em casa.

Esta página será atualizada conforme novos canais e projetos forem anunciados.

SPcine Play

Única plataforma de streaming pública do país e gerido pela SPcine, a SPcine Play anunciou no dia da publicação desta nota (17/03) que vai liberar pelos próximos 30 dias todo o seu conteúdo a qualquer um que acesse o site oficial do canal. O serviço conta com todo tipo de conteúdo, incluindo aí transmissões de shows, espetáculos, talks e performances artísticas.

É no cinema, porém, que o streaming brilha, oferecendo uma variedade de produções nacionais que agora estão livres ao acesso de qualquer espectador. Isso inclui a programação especial do Mês da Mulher, com filmes de diretoras como Tata Amaral e Helena Ignez, e uma seleção de trabalhos do consagrado cineasta Andrea Tonacci – além de projetos de cineastas paulistas celebrados como Zé do Caixão e Hector Babenco.

Você pode acessar o SPcine Play aqui.

GloboPlay

Além de toda a remodelação da programação de seu canal na TV aberta, a Globo também liberou parte dos conteúdos do Globoplay a não assinantes da plataforma. Estão disponíveis pelos próximos 30 dias mais de trinta produções infantis – incluindo “Detetives do Prédio Azul” “Escola de Gênios” – e todas as temporadas de “Malhação”, além de séries como “Shippados”.

A Rede Globo afirma que todos os conteúdos liberados ficarão disponíveis a todo o público até o dia 16 de abril, com direito a uma página agregadora especial para a iniciativa.

Rede Telecine

Telecine ajustou todas as suas frentes à realidade da pandemia. Além de abrir o sinal de seus canais na TV a cabo a todos os assinantes – incluindo os canais ActionPipocaTouch, CultPremium e Fun – a companhia também disponibilizou todo o catálogo do Telecine Play a novos assinantes durante o período de prevenção. O serviço de streaming conta atualmente com cerca de dois mil filmes, que estarão livres para acesso ao público até o começo do mês de abril.

Você pode acessar o Telecine Play aqui.

Canais Disney

Embora o Disney+ ainda não tenha chegado ao país, a The Walt Disney Company também abriu o sinal de seus canais no Brasil. Os assinantes de quaisquer pacotes da TV a cabo terão até o dia 31 de março acesso irrestrito à programação dos infantis Disney e Nat Geo Kids, além da ESPNNational Geographic e as “opções de entretenimento” dos canais FOX.

De acordo com a companhia, a medida foi tomada para “contribuir positivamente para o difícil momento global enfrentado também pelo Brasil, disponibilizando novas alternativas de entretenimento para um número maior de pessoas”.

“The Green Fog”

Entre os realizadores, Guy Maddin disponibilizou hoje em sua conta no Vimeo o filme “The Green Fog”, que lançou em 2017 em parceria de Evan Johnson e Galen Johnson. Com 65 minutos, o média do diretor canadense é descrito como uma livre interpretação do “Um Corpo que Cai” de Alfred Hitchcock, reconstruído aqui com todo tipo de cena de filmes e séries filmados na região de São Francisco – cidade onde a história da icônica produção se passa.

Você pode assistir o filme aqui.

Fonte: B9

Fique ligado nos conteúdos!

Receba atualizações, dicas, artigos e conteúdos especiais com prioridade!

Anuncie sua Empresa

Contrate uma assinatura e ganhe 3 meses de selo para anúncio*