fbpx
Ultimas Notícias

Novo decreto do governo de SC fecha divisas do estado e proíbe agrupamentos em espaços públicos

No final da tarde de quinta-feira (19) o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) anunciou novo decreto, ainda em situação de emergência, e aumentou duas restrições.

Em transmissão online, Moisés declarou que as divisas de Santa Catarina serão fechadas para circulação de transportes coletivos e proibiu o agrupamento e a permanência de pessoas em espaços públicos, como praças, parques e praias em todo o território catarinense.

— Um decreto cria duas novas restrições sobre o transporte e proíbe o ingresso no território catarinense, público ou privado, de veículos de fretamento intermunicipal e interestadual. Assim, a gente fecha as divisas com estados vizinhos e fronteiras — declarou.

Da mesma forma, fica proibida a permanência em espaços públicos em consonância com determinações de muitos municípios de SC, segundo o governador, para que haja um padrão de conduta em todo o território no período de situação de emergência:

— O dia de hoje transformou cidades e ambientes, e acho que a decisão foi acertada. Temos informação que locais que não fizeram o bloqueio do trasporte publico, hoje registra alta transmissão do vírus.

O que o novo decreto prevê:

Transporte público municipal: suspensos por sete dias, a partir do momento em que as empresas forem notificados pelo Estado. Em Florianópolis os ônibus urbanos deixam de circular na quinta-feira (19).

Transporte público intermunicipal: suspensos por sete dias, a partir do momento em que as empresas forem notificados pelo Estado.

Transporte público interestadual: suspensos por sete dias, a partir do momento em que as empresas forem notificados pelo Estado. Nada foi notificado sobre as viagens interestaduais dos demais veículos, como caminhão, veículo de passeio ou motocicletas.

Agências bancárias: devem fechar, apenas funcionando os caixas eletrônicos.

Academias: portas devem ser fechadas e proibida a circulação de usuários.

Shoppings: não poderão funcionar a partir desta quarta-feira, em todo o estado.

Comércio de rua: estará fechado, com exceção dos serviços essenciais, como farmácias.

Hotéis: hóspedes que já estão hospedados podem permanecer até a data prevista. Novas entradas em hotéis, no entanto, estão suspensas.

Restaurantes: serviços suspensos durante o período determinado em decreto.

Delivery de alimentos: como restaurantes devem fechar, serviços de entrega de alimentos também foram cancelados

Oficinas mecânicas: estarão fechadas, conforme decreto.

Correios: serviços não irão funcionar.

Veja o que fica aberto

Farmácias: estarão abertas, por determinação do governo do Estado.

Unidade de saúde: seguem abertas e com atendimento em tempo integral.

Mercados: estarão abertos normalmente.

​Coronavírus: PM vai reforçar segurança perto de supermercados, farmácias e postos de gasolina em SC​

Postos de combustível: continuam com atendimento normal neste período.

Distribuidoras de água: estarão abertas, por determinação do governo do Estado.

Distribuidoras de gás: mantém os serviços normalmente.

Funerárias: funcionam normalmente.

Imprensa: atuam normalmente, mantendo compromisso com a informação de credibilidade.

Segurança privada: serviço deve permanecer igual.

Suspensos por 30 dias

Estão suspensos por 30 dias em SC eventos de qualquer porte (independentemente do número de pessoas). Inclui aniversários, confraternização com amigos ou qualquer tipo de encontro.

Repasse de R$ 14 milhões aos municípios

Durante coletiva, também foi anunciado a destinação da verba recebida do governo Federal, através do Ministério da Saúde.

São R$ 14 milhões que serão repassados aos municípios catarinenses que contam com unidades de pronto atendimento, informou o governador. Os valores devem ser encaminhados às cidades, proporcionalmente, conforme número populacional.

— O Estado entende que os municípios precisam de recursos. Temos 54 Unidades de Pronto Atendimento no território de SC e vamos, com Conselho de Saúde, deliberar sobre critérios e assim que definidos, os recursos estarão disponíveis.

Atendimento nas UTIs

Moisés também informou a ampliação das instalações de Unidades Intensivas de Saúde (UTIs), de acordo com a realidade catarinense:

— Vamos ter de comprar e locar leitos. Nas neste momento, dentro de SC, há leitos reservados para infectados com o novo coronavírus em todas instâncias. São 801 leitos de UTI disponíveis entre neo-natal, adultos e infantil.

Fonte: Com informações do DC

%d blogueiros gostam disto: