fbpx
Ultimas Notícias

Entenda a situação das aulas das universidades em Santa Catarina

Mesmo com a possibilidade da retomada das atividades práticas presenciais, maioria das unidades de ensino superior não deverão retornar neste ano

UFSC decidiu que não retornará com as atividades presenciais até a disponibilização de uma vacina – Foto: Divulgação/UFSC/ND

Começou valer nesta segunda-feira (6) a portaria que regulamenta os protocolos para o retorno das atividades práticas nas unidades de ensino superior e cursos técnicos em Santa Catarina. No entanto, apenas a Univali deve retornar com aulas presenciais ainda neste ano.

Vale lembrar que as aulas presenciais nas redes privada e pública, nas esferas municipal, estadual e federal, incluindo educação infantil, ensino fundamental, nível médio e EJA (educação de jovens e adultos) seguem suspensas até o dia 2 de agosto.

A portaria 447/2020 autoriza a realização de atividades presenciais de ensino superior em estabelecimentos acadêmicos públicos e privados, inclusive em nível de pós-graduação.

UFSC

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) informou na última terça-feira (30) que não retomará o ensino presencial durante o ano de 2020.

Segundo nota da instituição, a medida vai seguir enquanto não houver condições sanitárias epidemiológicas que garantam a segurança da comunidade universitária.

A unidade segue estudando as melhores condições para iniciar o ensino a distância. O primeiro passo foi um estudo das condições da comunidade universitária e as aulas EaD (Ensino a Distância) deverão ser regulamentadas após decisão do Conselho Universitário que deve acontecer no dia 17 de julho.

Udesc

A Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) também  está priorizando o ensino remoto na graduação. Por conta disso, o ensino de pós-graduação estava com aulas não presenciais desde o dia 25 de maio. Além disso, não deve adotar aulas presenciais em nenhum nível de ensino.

Uma decisão judicial, nesta segunda-feira (6), obrigou a universidade suspender aulas de pós-graduação. A mesma foi solicitada pela Aprudesc (Seção Sindical dos Professores da Udesc).

Em nota, a Udesc afirmou que “para não haver prejuízo aos alunos da pós-graduação e por discordar da decisão judicial, sob entendimento de que foram obedecidos todos os ritos processuais e regimentais, a Reitoria da Udesc decidiu recorrer da decisão judicial por meio de agravo ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina”.

Com isso, as aulas nos cursos de mestrado e doutorado serão suspensas até que o agravo seja apreciado na Justiça ou até deliberação do Consuni (Conselho Universitário). O assunto já está na pauta da reunião ordinária do conselho, no dia 15 de julho.

IFSC

O Consup (Conselho Superior) do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina) decidiu, nesta segunda-feira (6), suspender as atividades presenciais até o dia 31 de dezembro de 2020. Dessa forma, as atividades pedagógicas deverão seguir de forma não presencial.

Será delegada aos colegiados de cada campus a definição de medidas que garantam o encerramento do semestre 2020.1, fazendo uso das atividades não-presenciais.

A reorganização das ofertas de 2020.2 poderá ser ajustada, de acordo com a necessidade dos cursos e campus, para viabilizar a compatibilização com as atividades presenciais.

Univali

Logo nos primeiros dias do período de distanciamento social, a Univali (Universidade do Vale do Itajaí) implantou atividades remotas de ensino.

Segundo a assessoria da unidade de ensino, o segundo semestre, que está previsto para iniciar no dia 17 de agosto, deverá marcar o retorno das aulas presenciais. Além disso, afirmou que deve seguir as orientações do protocolo que começou a vigorar nesta segunda-feira (6).

Unisul

A Unisul também não estima data para o retorno das aulas presenciais. No entanto, as aulas laboratoriais e Biblioteca estão atendendo desde o dia 8 de junho.

Para isso, os protocolos sanitários foram adotados como, por exemplo, uso de máscaras e álcool em gel. Além disso, o uso dos laboratórios são realizados após o agendamento de horário.

Medidas gerais que devem ser cumpridas pelas instituições de ensino

Todas as pessoas deverão entrar no estabelecimento usando máscaras. Assim como a obrigação da instituição de medir a temperatura de todas as pessoas com uso de termômetro.

Além disso, antes do retorno das atividades presenciais, as instituições devem orientar os estudantes sobre o uso adequado de máscaras de proteção, higienização das mãos, etiqueta da tosse e distanciamento social.

Também devem ser colocados materiais gráficos em locais de maior circulação para estimular a etiqueta da tosse e a higienização de mãos em vários momentos durante a permanência no estabelecimento de ensino.

Os estabelecimentos de ensino também devem criar e formalizar um plano de ação para detectar precocemente e lidar com casos suspeitos e/ou confirmados para Covid-19.

Medidas de prevenção para aulas práticas de cursos técnicos

Há também uma regulamentação da Secretaria de Estado da Saúde que estabelece medidas de prevenção para as aulas práticas de cursos técnicos em Santa Catarina. A portaria também entrou em vigor nesta segunda-feira (6).

As medidas incluem limitar o acesso de pessoas em 50% da capacidade determinada pelo alvará do Corpo de Bombeiros, realizar a aferição de temperatura ao entrar no estabelecimento, exigir que todos as pessoas utilizem máscaras durante todo o período de permanência no estabelecimento de ensino, manter distância mínima de 1,5 metro de raio entre as pessoas, limitar os locais de refeição a um terço da capacidade e estabelecer fluxos distintos de entrada e saída, quando possível, a fim de evitar o cruzamento entre as pessoas.

Fonte: ND Online

%d blogueiros gostam disto: