• 28/06/2019

UNIARP divulga resultado da qualidade da água do Rio do Peixe do mês de junho

A Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP) divulga o terceiro resultado do monitoramento integrado da qualidade da água do Rio do Peixe. Os resultados podem ser visualizados conforme mapa interativo de cada ponto amostral (link).

A pesquisa apresenta os resultados amostrados no mês de junho com uma ponderação de qualidade “Bom” para todos os pontos analisados. No entanto, ao decorrer do percurso do Rio do Peixe em área urbana o mesmo é influenciado pelas interações antropogênicas do município (agricultura, esgotamento sanitário e efluentes industriais).

Embora haja uma interação negativa ao decorrer da área urbana o Rio do Peixe através do processo de autodepuração apresenta à capacidade de resiliência perante essas condições adversas.

O professor pesquisador Roger Francisco Ferreira de Campos explica que é possível observar que devido à diminuição do Índice pluviométrico a qualidade da água em uns pontos amostrais apresenta diminuição, apresentando a interação de fontes de contaminação hídrica. “Assim, é preciso desenvolver o monitoramento desse sistema hídrico, como também desenvolver medidas que busquem a minimização do lançamento de contaminantes no Rio do Peixes e em rios que desaguam nesse sistema lóticos”, cita.

O trabalho apresenta o diagnóstico da qualidade da água, por meio de análises físicas, químicas e biológicas, que expressa uma ponderação de Péssima, Ruim, Regular, Boa e ótima. O estudo foi realizado em 10 pontos amostrais durante o percurso do Rio do Peixe na área urbana do município de Caçador.

A UNIARP iniciou no mês de março o monitoramento inédito e integrado da qualidade da água do Rio do Peixe. O trabalho acontece através de análises químicas, físicas e biológicas, buscando apresentar para a comunidade acadêmica e população envolvida no projeto o cenário atual no Rio do Peixe.

Fonte: Assessoria de imprensa UNIARP